Connect with us

Goiás

Menina matou amiga esfaqueada para ‘descobrir se era psicopata’, diz delegado

Publicado

em

Segundo o delegado Marcos de Oliveira Gomes, a jovem Raíssa Borges, de 19 anos, queria “descobrir” se era psicopata e por isso teria praticado o crime. Ela decidiu matar alguém para ver qual seria sua reação após o ato. Raíssa foi presa, assim como outros dois colegas, de 19 e 18 anos, suspeitos de ajudarem no crime.

Lista de vítimas

Ariane de Oliveira foi escolhida dentre uma lista de possíveis vítimas e foi assassinada somente por causa de sua estatura. “Eles não escolheram a Ariane por um motivo específico. Poderia ser ela ou outros dois nomes que saíram numa lista. Ela foi escolhida porque era pequena e, caso reagisse no momento do homicídio, eles conseguiriam realizar o crime”, explicou o delegado.

A jovem foi assassinada dentro de um carro, que já estava forrado com saco de lixo no porta-malas para que o corpo fosse transportado. Conforme as investigações, o veículo, usado para abandonar o corpo em uma mata do Setor Jaó, foi o mesmo que buscou Ariane de Oliveira em casa poucos minutos antes de ela enviar a mensagem à mãe avisando que sairia com amigos.

‘Trilha sonora’

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os três jovens escolheram uma música para tocar no rádio no momento em que o crime fosse praticado. A canção, que falava sobre homicídio, começou a tocar num momento específico da conversa e, logo em seguida, um dos suspeitos estalou os dedos como sinal para que a jovem de 19 anos matasse a amiga.

“Na ocasião que o motorista estalou os dedos, uma das presas não conseguiu enforcar a vítima. Então, a pessoa que estava no banco da frente pulou para o de trás”, detalhou o delegado Marcos Gomes. Além de ser enforcada, Ariane também foi atacada a facadas.

O motorista do veículo foi o primeiro a ser identificado e confessou o crime. Os três envolvidos foram presos temporariamente. A reportagem do G1 não conseguiu contato com a defesa deles.

Fonte: BHAZ e G1

Continuar Leitura
Clique para deixar um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Goiás

Operação apreende 28 celulares de origem duvidosa em Alexânia

Publicado

em

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo Especial de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Gepatri) de Luziânia, Gepatri de Cristalina e DP de Alexânia, deflagrou, no dia 1º de dezembro, operação policial com o objetivo de localizar e prender pessoas que compravam celulares de origem ilícita. Ao todo, 28 aparelhos de origem duvidosa foram apreendidos, sendo que cinco deles são, comprovadamente, produtos de furto no Distrito Federal e em Goiás.

Na oportunidade, houve a prisão em flagrante – por receptação qualificada – de um indivíduo de 45 anos, que comprava celulares no Distrito Federal e Entorno e vendia na cidade de Alexânia-GO. Segundo o delegado Rony Loureiro, as investigações tiveram início há cerca de um mês, a partir de um furto de celular ocorrido em Luziânia.

De acordo com as investigações, um estabelecimento comercial para comercialização dos produtos era mantido pelo suspeito, que atraía pessoas interessadas na aquisição de aparelhos celulares. O investigado já tinha sido preso pela Polícia Civil do DF e condenado em 2018 por fazer parte de organização criminosa especializada no furto de celulares em festas rave, os quais eram vendidos a terceiros por valores incompatíveis com os preços de mercado.

Conforme alerta o delegado, é extremamente importante que as vítimas de roubo e furto de aparelhos celulares compareçam à unidade policial para registrar o fato. “Só com esse registro é possível cruzar os dados com o material que conseguimos recuperar e fazer a restituição ao proprietário”, pontua. Da mesma forma, é importante que as pessoas desconfiem de aparelhos vendidos a preço muito abaixo do praticado no mercado. Um dos compradores dos aparelhos também foi conduzido e responderá por receptação.

O comerciante preso em flagrante por receptação qualificada encontra-se preso, em Alexânia-GO, à disposição da Justiça. A autoridade policial representou por sua prisão preventiva.

Continuar Leitura

Goiás

Influenciador digital é preso, em Goiânia, por tráfico de drogas

Publicado

em

A Polícia Civil de Goiás, por meio da 12ª DDP, prendeu em flagrante delito, nesta quarta-feira (1), um indivíduo, pela prática do crime de tráfico de drogas.

O autuado, que, entre outros títulos, é influenciador digital e ator, vendia drogas sintéticas nas redes sociais e nas “baladas”, em Goiânia.

Foram apreendidos, durante as investigações, quase 03 mil comprimidos de ecstasy, cogumelos e maconha, entre outras drogas, bem como materiais necessários para o preparo da droga para comercialização e outras substâncias químicas usadas no preparo de drogas sintéticas.

As investigações continuam, visando identificar e responsabilizar os fornecedores do autuado, que ficará à disposição do Poder Judiciário.

Continuar Leitura

Goiás

Corpo de Bombeiros de Goiás localiza corpo em Goiás

Publicado

em

Na tarde desta quarta-feira, 01, os binômios de Busca, Resgate e Salvamento com Cães – BRESC, do CBMGO, Sgt Wanderley e cão Fênix, Sd Thaynara e cadela Mera localizaram o corpo de uma pessoa desaparecida na cidade de Palmeiras de Goiás.

As buscas iniciaram dia 04/11, em apoio à Policia Civil de Goiás e foram finalizadas nesta tarde com a localização do corpo da vítima, que estava desaparecido há mais de 20 dias.

Continuar Leitura

Em alta