Connect with us

Economia

Governo eleva para R$ 2,5 mil a nova faixa de isenção do IR

Publicado

em

Após pedido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o Ministério da Economia fechou em até R$ 2.500 a faixa de isenção do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) no âmbito da reforma tributária.

A proposta legislativa que altera as atuais regras do Imposto de Renda será entregue na manhã desta sexta-feira (25) ao Congresso Nacional.

Em reunião na segunda-feira (21), no Palácio do Planalto, ficou combinado o envio ao Poder Legislativo de projeto de lei que elevava a faixa de isenção de R$ 1.903,99 para R$ 2.400. Após o encontro, no entanto, Bolsonaro solicitou que o valor fosse de R$ 2.500.

O presidente também pediu que a reforma tributária não inclua a criação de novos tributos ou a elevação da carga tributária. Por isso, ela não incluirá a criação de um imposto digital, que chegou a ser comparado a uma recriação da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).

A primeira fase da reforma tributária também não deve incluir a criação do chamado IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) Seletivo, que incidiria sobre produtos que geram impacto negativo na saúde ou no meio ambiente, como bebidas alcoólicas, cigarros ou combustíveis.

A expectativa do Palácio do Planalto é de que a reforma tributária, em formato fatiado, seja aprovada até dezembro já que dificilmente as propostas serão votadas em 2022 por ser um ano eleitoral.

As informações são da CNN.

Continuar Leitura
Clique para deixar um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

iFood vai pagar ‘vale-gasolina’ de até R$ 150 para entregadores

Publicado

em

Os entregadores do iFood terão direito a um ‘vale-gasolina’ de até R$ 150. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (15) pela plataforma e o objetivo é minimizar o impacto do preço dos combustíveis.

A iniciativa é uma parceria da empresa com a Shell e faz parte do ‘Fundo de Combustível’ de R$ 8 milhões, criado no mês passado. O valor será repassado aos motoristas.

De acordo com o IG, os pagamentos começam a ser feitos para os entregadores no dia 24 de novembro, com base nas notas efetuadas nos 30 dias anteriores. Em dezembro também será disponibilizado, no dia 24, com base nas entregas de novembro.

Os valores variam conforme o número de corridas, sendo o repasse mínimo de R$ 5 e podem chegar a R$ 80 para moto. Para carro, os créditos variam entre R$ 10 reais e R$ 150.

Interessados devem entrar no aplicativo ‘iFood para entregadores’, abrir Delivery de Vantagens e acessar a categoria “Peças e Manutenção”, no qual estará disponível o Regulamento do Fundo Combustível. Na sequência, é necessário baixar o aplicativo Shell Box no celular e fazer o cadastro na plataforma.

Continuar Leitura

Economia

Uber vai dar bônus para motoristas que evitarem cancelamento

Publicado

em

A fim de melhorar o minguado ganho dos motoristas, a Uber decidiu implementar um pacote de iniciativas neste último trimestre do ano — período em que a demanda por viagens aumenta significativamente. Uma das medidas permite que os autônomos recebam até R$ 1.500 extras em um mês, se evitarem cancelamentos, além de bônus extras pela indicação de novos parceiros.

Os parceiros poderão aumentar a sua renda através da indicação de novos condutores e também a partir de promoções de ganhos adicionais, que serão disponibilizadas ao longo de 11 semanas.

A Grana Extra, por exemplo, oferece um bônus aos que completarem um número mínimo de viagens semanalmente mantendo, no período, os mesmos níveis de aceitação e cancelamento do Uber Pro, o programa de vantagens da plataforma. Os valores adicionais podem variar de R$ 150 até R$ 1.500 no mês. As informações sobre as regiões participantes serão atualizadas semanalmente na página da campanha.

Continuar Leitura

Economia

Com lucro de R$ 31 bilhões no 3º trimestre, Petrobras decide dobrar remuneração a acionistas

Publicado

em

O Conselho da Petrobras aprovou, nesta quinta-feira 28, o pagamento de uma nova antecipação da remuneração aos acionistas, de 31,8 bilhões de reais. Esse montante se soma aos 31,6 bilhões anunciados em 4 de agosto. O total chega a 63,4 bilhões de reais em antecipação aos acionistas.

“A distribuição considera as perspectivas de resultado e geração de caixa da Petrobras para o ano de 2021, sendo compatível com a sustentabilidade financeira da companhia, sem comprometer a trajetória de redução de seu endividamento e sua liquidez, em linha com os princípios da Política de Remuneração aos Acionistas”, disse em nota a estatal.

A Petrobras também informou nesta quinta que registrou lucro de 31,1 bilhões de reais no 3º trimestre de 2021. No mesmo período de 2020, divulgou um prejuízo de 1,5 bilhão. No 2º trimestre deste ano, o lucro foi de 42,8 bilhões.

A estatal teve uma receita líquida de 121,5 bilhões de reais entre julho e setembro, um avanço de 71,9% na comparação com o mesmo período de 2020. Em relação ao intervalo entre março e junho, a alta foi de 9,8%.

Continuar Leitura

Em alta