Connect with us

Violência

Estudante de medicina espanca ex-namorada e debocha: “sentei a mão nela”

Publicado

em

Gabriela Campos Duarte Machado, de 22 anos, foi espancada pelo estudante de medicina José Flávio Carneiro dos Santos, de 27 anos. Os dois eram namorados e a jovem conseguiu filmar o homem momentos após as agressões. As informações são do Pragmatismo Político.

“Sai de perto de mim, não encosta em mim mais”, grita a mulher com a câmera do celular ligada. O homem se afasta ao perceber que está sendo filmado. Ele foi denunciado e preso em flagrante em Belo Horizonte (MG).

O caso aconteceu no dia 23 de setembro, mas veio à tona depois que Gabriela relatou as agressões nas redes sociais no domingo (26). Até a tarde desta quinta-feira (30), o post já tinha registrado mais de 18 mil reações e muitas manifestações de apoio, principalmente de outras mulheres.

Enquanto José Flávio estava na delegacia, no domingo, ele chegou a mandar mensagem para um amigo, dizendo: “Sentei a mão nela”. O homem não passou muito tempo detido e foi liberado após pagar fiança de R$ 5 mil.

Em nota divulgada na tarde desta quinta-feira, o advogado de defesa de José disse que lamenta” os “fatos ocorridos”, mas diz que se trata de “fato pontual”.

Continuar Leitura
Clique para deixar um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anápolis

Mulher quebra carro do Marido após suposta traição em Anápolis

Publicado

em

A Polícia Militar teve que se descolar no começo da noite deste sábado (02) para atender uma ocorrência de uma briga familiar no bairro Vila Norte em Anápolis.

Quem acionou a Policia foi um homem de 44 anos, que relatou que sua esposa estava embriagada quebrando o seu veículo e lhe fazendo ameaças, após uma suposta traição que ele teria praticado.

Os militares encontraram a mulher de 41 anos muito alterada, falando palavras desconexas e xingamentos contra o marido, a mãe dela e o filho a tentavam acalmar.

Ela relatou que havia sido agredida pelo marido, mas não aparentava nenhuma lesão, e acabou confessando ter quebrado o para brisa dianteiro, o retrovisor e ter cortado os três pneus.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Anápolis.

Na delegacia a mulher disse que após uma discussão sobre a traição do marido, ele tentou a agredir, mas ela conseguiu se desvencilhar, ela também confessou ter quebrado o carro do marido, e disse ainda que ele já a agrediu e responde na justiça por isso.

Já o marido, disse que a esposa desconfiou de uma traição e o ameaçou dizendo que acabaria com sua vida, que ligaria para Polícia e diria que ele a havia agredido.

Foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra a mulher por dano.

Com informações do Anápolis Notícias

Continuar Leitura

Violência

Vereador amarra a esposa em árvore e depois a arrasta: ‘Não me mata não’

Publicado

em

Um vereador de Serranópolis de Minas (MG) foi preso nesta terça-feira (28) após tentar matar a esposa.

“Ele pegou a corda e puxou eu aqui e passou a corda aqui [diz apontando para uma árvore]. Eu falei: me solta, moço, solta, não me mata não [sic]”, disse a vítima em um vídeo que pode ser visto acima.

O delegado André Brandão, que conduz a investigação, fala que as agressões foram motivadas por ciúmes.

 “Ele proibiu que ela acessasse a rede social Facebook e, tendo em vista que ela não obedeceu suas ‘ordens’, ele amarrou essa senhora em uma espécie de enforcamento, pendurando ela em um pedaço de pau, uma árvore. Posteriormente, ele arrastou ela pelo chão do terreno.”

O g1 telefonou para o advogado do vereador, mas as ligações não foram atendidas. A Câmara de Vereadores informou que não vai se manifestar por ainda não ter conhecimento dos fatos.

O casal está junto há 21 anos e tem três filhos, um deles, de apenas dois anos, estava na residência no momento das agressões, ocorridas na última quinta-feira (23). Após conseguir se desamarrar, a mulher acionou um advogado.

 “Ela usou o telefone de um dos filhos, já que o dela foi quebrado por ele durante a agressão”, afirma o delegado.

De acordo com André Brandão, no dia do crime a PCMG fez buscas, mas Adva Avelino da Silva fugiu. O parlamentar foi encontrado dias depois em uma comunidade de difícil acesso, na casa de uma ex-namorada. Com ele, os policiais encontraram cerca de R$ 10 mil. A suspeita é que o dinheiro seria usado para continuar a fuga, o que foi negado por ele em depoimento.

“Pelas suas declarações, ela falou que ele realmente tentou ceifar sua vida, então ele incorreu no delito de tentativa de feminicídio.”

Nesta quarta-feira (29), em depoimento à polícia, o vereador disse que agiu para se defender, já que a mulher teria tentando esfaqueá-lo, hipótese que o delegado não acredita ser verdadeira. Afirmou ainda que os arranhões que ela tem nas costas são decorrentes de uma queda quando ele a amarrava.

“A orientação é que a população busque por informações antes de votar, não podemos aceitar que um agente político, que deveria agir para cumprir as leis, as desrespeita. É importante também que as vítimas denunciem a violência, embora a senhora afirme que já foi agredida, ela nunca formalizou essas situações junto às autoridades.”

Veja o video aqui

Continuar Leitura

Em alta