Connect with us

Anápolis

Procon Anápolis compara preços da carne e diferença chega a 110%

Publicado

em

Dependendo do estabelecimento que o consumidor anapolino comprar um quilo de fraldinha, ele pode pagar mais que o dobro do valor. O alerta do Procon Anápolis é resultado do levantamento realizado entre os dias 11 e 13 de outubro por equipes do órgão, que detectaram uma variação significativa entre os preços da carne em seis açougues de supermercados e seis casas de carne da cidade. Durante a ação, foram apurados os valores de cortes bovinos, suínos e aves.

Entre os supermercados pesquisados, a fraldinha apresentou 110% de diferença de preço, sendo o menor R$ 29,99 e o maior de R$ 62,90. Já o quilo do filé mignon pode custar de R$ 49,99 a R$ 99,90, dependendo do estabelecimento – uma diferença de 100%. Mesmo caso do coxão duro, que também teve variação de 100%, com valor entre R$ 29,89 a R$ 59,90.

O produto com menor oscilação de preço nos supermercados foi a maminha (17%), com valor mínimo de R$ 35,99. A opção mais rentável para o consumidor que quer economizar é a costela, que teve o menor preço entre os itens pesquisados. Nos supermercados, foi encontrada a R$ 21,99 o quilo e sai ainda mais barata (por R$ 20) quando consideramos as casas de carne pesquisadas.

O consumidor que optar por casas de carne em vez dos açougues de supermercados tem mais chances de economizar. A pesquisa identificou variação de 97% no quilo do filé mignon, tendo como o menor preço R$ 33 e chegando a custar R$ 64,99 – uma diferença considerável de R$ 31,99. Para o quilo da picanha, a variação encontrada foi de 35%, com menor preço de R$ 52 e podendo chegar a R$ 69,99.

O quilo do patinho apresentou variação de 34%. O menor preço encontrado foi de R$ 28,99 e o maior, R$ 38,99. A linguiça fina de porco, que custa entre R$ 19 e R$ 25, alcançou variação de 32%. Já para quem gosta de frango (coxa e sobrecoxa) a variação foi de 31%, com o menor preço no valor de R$ 12,99 e o maior por R$ 16,99.

Anápolis

Recanto do Sol recebe van do Procon Anápolis até 3 de dezembro

Publicado

em

Depois de realizar mais de cem atendimentos na Praça Americano do Brasil, no centro, o serviço móvel de atendimento do Procon Anápolis estará disponível para moradores da região do Recanto do Sol, em frente ao CMEI Desembargador Air Borges, das 9h às 16h, de segunda a sexta-feira, 3, oferecendo os mesmos serviços que o cidadão encontra na sede, como reclamações. A escolha do cronograma leva em consideração os bairros em que houve maior número de registros por parte dos moradores.

O Bairro de Lourdes será o próximo beneficiado. A van ficará estacionada em frente à unidade de saúde da família entre os dias 6 e 10 de dezembro também de 9h às 16h. Já o Bairro Paraíso receberá a unidade móvel entre os dias 13 a 17 de dezembro e ficará estacionado em frente ao Cais Abadia Lopes da Fonseca. A última região contemplada neste ano será a Praça Bom Jesus, no centro, entre os dias 20 a 23 de dezembro, ambos no mesmo horário.

“A ideia é continuar o trabalho no ano que vem para aproximar ainda mais o Procon da população”, afirma o diretor Wilson Velasco.

Continuar Leitura

Anápolis

Prazo para regularizar imóveis em Anápolis termina no dia 31 de dezembro.

Publicado

em

Termina no dia 31 de dezembro, o prazo final para que moradores possam fazer a regularização de seus imóveis sem o pagamento de multas.

Todos que construíram ou ampliaram seus imóveis sem o álvara devem fazer a regularização, além de evitar multas que variam de R$1 a R$100m², estar com o imóvel irregular inviabiliza recebimento de benefícios sociais como o cheque moradia e dificulta a venda do imóvel, pois a Caixa Econômica Federal não faz o financiamento sem a Carta de Ocupação ou o Habite-se..

Além disso, há empecilhos na hora de se fazer o inventário – levantamento de todos os bens de uma pessoa antes da morte – e impede legalmente o desdobro, que é o parcelamento do lote para formação de outros. Outro fator importante, é que os comércios que não estão regularizados não conseguem tirar o alvará de funcionamento.

Como regularizar?

Os interessados em regularizar seus imóveis devem procurar uma empresa de engenharia que ficará responsável por toda a elaboração do projeto e inclusive com a parte Burocrática. Em Anápolis a empresa mais procurada para regularização é a Carvalho Engenharia, além de *parcelar em até 10X, o cliente começa a pagar somente em fevereiro de 2022**, e cuida de todo o processo até que a carta de Habite-se esteja nas mãos do cliente. Para os interessados em fazer um orçamento, devem ligar no número, (62)981243015 / https://wa.me/556281243015

Continuar Leitura

Anápolis

Wederson Lopes defende projeto de sua iniciativa que prevê aproveitamento de sobras de materiais de construção

Publicado

em

Wederson Lopes ressaltou que as sobras de materiais de construção, que não serão aproveitados em outras obras por construtoras, podem ser utilizadas pelo poder público para reparos em calçadas, praças, postos de saúde, escolas, entre outros.

O projeto votado na Câmara autoriza o Executivo a receber e aproveitar esses materiais em obras públicas. A regulamentação, lembrou Wederson Lopes, será feita pela própria administração municipal.

Disse ainda que será recebido e aproveitado o material que for de interesse do município. Lembrou ainda que em suas redes sociais foi feita sugestão para que parte desse material de construção para apoiar famílias carentes, situação que segundo ele pode ser inserido na regulamentação por parte da Prefeitura.

Continuar Leitura

Em alta