Connect with us

Guia Sou Mais

HGG passa a realizar cirurgia de redesignação sexual

Publicado

em

O início desse atendimento na unidade foi prorrogado devido à necessidade de suspensão de procedimentos eletivos por causa da pandemia. Há outras nove pacientes que já atingiram o prazo de dois anos do início do acompanhamento, estabelecido por lei, para poder realizar a cirurgia, e também devem, em breve, realizar o procedimento

Maria Luiza Alves Teles, cabeleireira de 23 anos, espera concretizar, nesta quarta-feira (29/09), algo que espera desde quando era criança: adequar o corpo à sua identidade de gênero. Ela será a primeira paciente a passar pela cirurgia de redesignação sexual realizada pelo Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG), unidade de saúde do Governo de Goiás.

Para marcar o início das cirurgias redesignadoras do HGG, o governador Ronaldo Caiado será representado pelo secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, também nesta quarta-feira, em uma solenidade que marcará o começo desse serviço no hospital. O local é a primeira unidade de saúde pública do Governo de Goiás a realizar tal procedimento no Estado.

“Estou muito feliz e pensando positivo para que tudo dê certo”, disse Maria Luiza, enquanto arrumava a mala levou ao hospital para se internar. Ela faz parte de um grupo de seis mulheres transexuais pacientes do Serviço Especializado do Processo Transexualizador (Ambulatório TX) que estão prontas para realizarem a cirurgia no HGG.

O início desse atendimento na unidade foi prorrogado devido à necessidade de suspensão de procedimentos eletivos por causa da pandemia. Há outras nove pacientes que já atingiram o prazo de dois anos do início do acompanhamento, estabelecido por lei, para poder realizar a cirurgia, e também devem, em breve, realizar o procedimento.

A cirurgia de redesignação, em que são criadas a genitália externa e a vagina, é mais uma etapa do processo transexualizador realizado pelo Ambulatório TX, criado pelo HGG para atender a demanda da população transexual do Estado, até então atendida apenas pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), que atualmente está com as cirurgias suspensas.

Atendimentos

Desde sua criação, 515 pessoas passaram pelo serviço do Ambulatório TX – das quais 230 foram atendidas pelo ambulatório somente neste ano. O local realizou 5.277 atendimentos ambulatoriais e 27 cirurgias – 14 plásticas e 13 ginecológicas.

Entre os atendimentos ambulatoriais, o destaque é para psicologia, que fez 2.490 atendimentos. Até então, o hospital realizava somente os procedimentos de histerectomia vaginal, que é a retirada do útero, e a mastectomia, a retirada dos seios. As duas cirurgias realizadas até então eram direcionadas aos homens trans.

Para a responsável pelo Ambulatório TX, a ginecologista Margareth Rocha Giglio, o início das cirurgias redesignadoras essa é uma conquista para o hospital, para a população trans e para toda a sociedade. “É uma vitória para o HGG, que se firma cada vez mais como um hospital de atendimento terciário, especializado em cirurgias complexas”, frisou Margareth.

“As pacientes serão beneficiadas pois poderão operar depois de um longo período de espera”, ressaltou Margareth, ao destacar ainda que a cirurgia é feita em poucos lugares do País, e ser paciente do HGG é, hoje, a única forma de se fazer o procedimento no Estado.

Continuar Leitura
Clique para deixar um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia Sou Mais

Lideranças do MBL seguem Moro e se filiam ao Podemos

Publicado

em

O Movimento Brasil Livre (MBL) consolidou o apoio ao pré-candidato à Presidência Sérgio Moro e iniciou a migração de suas lideranças ao Podemos, partido que abriga o ex-juiz na corrida presidencial. O deputado estadual Arthur do Val, a coordenadora do MBL Adelaide Oliveira e o vereador de São Paulo Rubinho Nunes participaram da filiação à legenda nesta quarta-feira, 26, todos com objetivo de disputar um cargo na Câmara. O deputado federal Kim Kataguiri assinou a ficha de forma simbólica enquanto aguarda alternativa para deixar o DEM antes da janela partidária.

Arthur do Val, pré-candidato ao governo de São Paulo, afirmou que o MBL vai trabalhar “noite e dia” para impulsionar a candidatura de Moro e disse que a “terceira via” nasceu em São Paulo. Também estiveram presentes no evento o ex-ministro de Jair Bolsonaro general Santos Cruz, filiado ao Podemos em novembro, a presidente do partido, a deputada Renata Abreu, e o deputado federal André Janones (Avante).

Em um clima semelhante ao último evento do MBL, quando Moro já havia sido apresentado como o “próximo presidente do Brasil”, o ex-juiz foi ovacionado pelos presentes no Teatro Renaissance, em São Paulo. O pré-candidato criticou o PT e voltou a apresentar uma pauta anticorrupção e disse “não poder perder São Paulo” na corrida eleitoral. “A gente precisa colocar nossa bandeira aqui no Estado de São Paulo”.

Continuar Leitura

Guia Sou Mais

Criminosos armados e encapuzados invadem fazenda para roubar, em Anápolis

Publicado

em

Criminosos armados e encapuzados invadiram uma fazenda localizada em Anápolis na noite desta quinta-feira (28) para roubar.

Era por volta das 22h quando os criminosos foram a sede da fazenda e mandou que todos deitassem no chão, enquanto eles roubavam.

Foram levados TV, Vídeo game, máquina industrial de moer café, panelas de ferro, jóias de ouro, 05 botijão de gás, máquina de lavar roupa, celulares, relógio Apple watch e um veículo Saveiro de cor branca.

Continuar Leitura

Guia Sou Mais

Sistema para consulta de dinheiro ‘esquecido’ em bancos só voltará a ficar disponível dia 14, informa BC

Publicado

em

O sistema que permite a consulta a valores devidos por bancos a pessoas e empresas voltará a funcionar somente em 14 de fevereiro, informou o Banco Central em nota divulgada nesta quinta-feira (26). As solicitações de transferências dos valores que eventualmente estejam disponíveis poderão ser agendadas a partir de 7 de março.

A ferramenta entrou em funcionamento na segunda-feira, mas na terça o sistema não suportou a grande quantidade de acessos, e o Banco Central tirou o site do ar

De acordo com o BC, houve demanda muito superior à esperada, e a instituição está “investindo fortemente” na ampliação de sua capacidade de atendimento.

“O BC informa que, a partir de 14/02/2022 , o cidadão poderá consultar se tem algum valor a receber. Em caso positivo, será imediatamente informado sobre a data em que poderá solicitar a transferência dos recursos para sua conta. Essas solicitações de transferências poderão ser agendadas a partir de 07/03/2022 , na data informada pelo sistema”, diz o BC em nota.

Continuar Leitura

Em alta